domingo, 31 de março de 2013

Haikais


 
Rio 40º

O sol não dorme.

Entre nuvens e homens,

O suor corre.
....................................................................

Crepúsculo

O breu agora

Devora o sol sem dó.

A canção chora.
.......................................................................

Pena

Na madrugada,

Arrulha a solidão.

Asa quebrada...

terça-feira, 19 de março de 2013

ANE- 50 anos



Recebi meu exemplar da antologia de contos organizada pela Associação Nacional dos Escritores, edição comemorativa de seus 50 anos. Meu conto “A Caixa de Pandora” figura entre os textos selecionados para integrar o livro.
Medalha
Certificado de participação

terça-feira, 5 de março de 2013

Palavras encanecidas



Palavras guardadas avaramente em velhos colchões. Poupadas do cotidiano, porque preciosas demais.

Aguardam pelo dia em que, ditas de uma vez, enriquecerão incontestavelmente meia dúzia de frases banais.

Mas também as palavras têm prazo de validade e amontoadas rudemente, sem a inspiração que as semeou, não são mais que falsas joias a ornamentar reis de papel.

Imaginem o espanto dos poupadores de emoções ao meter a tesoura no colchão e perceber apenas letras encanecidas, porque a poesia se foi com as traças...