domingo, 15 de abril de 2012

O homem quebrado



Não, não e não! Tão insistentes foram as negativas da vida que ele, sem poder mais se sustentar, despencou. Desastradamente. Quebrou-se sem nunca ter estado inteiro. Não tinha conserto, percebeu desconcertado. Não dessa vez. Viveria ou não viveria em pedaços.

No início, sentiu uma dor pungente, quase insuportável. Quando se acostumou à dor, veio a vergonha, faltava-lhe tanta coisa por dentro, por fora. A gente perfeita o olhava de soslaio e cochichava à sua passagem. Foi ele mesmo que procurou esse caminho torto e vacilante. Bem feito!

Para fugir do mundo, para fugir de si, o homem quebrado trancou-se numa caixa de madeira. Ficou lá por mais tempo do que podia contar, entregando-se à letargia desencantada. Um dia o vento soprou tão forte que o arrastou com caixa e tudo para um lugar muito distante. Antes que pudesse perceber onde estava, alguém o retirou cuidadosamente de seu esconderijo.

Era um homem gigantesco, mas não teve medo, parecia bondoso e extremamente sábio. De repente, todos os sentimentos adormecidos voltaram com força: dor, culpa, vergonha. Sentia-se mal por sua imperfeição.

_ Estou quebrado_ desculpou-se com humildade.

O desconhecido abriu um sorriso compreensivo e, como quem pronunciasse um encanto, capaz de libertá-lo de si e dos outros, explicou:

_ Não se preocupe, não há nada de errado em ser humano.


5 comentários:

  1. Texto legal. Muito bem feito. Vai ter continuação? Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juca, fico feliz que tenha gostado.
      Não pensei em uma continuação...
      Abçs.

      Excluir
  2. Pois é! não devemos nos esconder de nada e ninguém, afinal todos somos seres humanos falhos...

    ResponderExcluir
  3. Pois é falhar é humano, mas vc acertou no texto...Adorei ...parabéns!!! retribuindo a visita em http://alternativassonoras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Que perfeito!! A frase da imagem do post é minha farse preferida, da minha música preferida. :D
    http://oicarolina.wordpress.com/

    ResponderExcluir